O poder do líder está na sua capacidade de desenvolver e inspirar pessoas

O poder do líder está na sua capacidade de desenvolver e inspirar pessoas

Houve um tempo em que o papel de alguém que ocupava cargo de liderança era o de dar ordens e oferecer as respostas. Em contrapartida, o do subordinado era obedecer, de modo que aquele que não se enquadrasse estaria fora do grupo.

Em minha trajetória profissional, já convivi com líder que dava bronca em público; outro que tinha o hábito de ameaçar a todos com demissão, para que fossem gratos pelo trabalho que tinham; já tive até líder que não gostava de ver o liderado evoluir. Não eram pessoas más, apenas não conheciam uma forma diferente de exercer sua liderança.

Com o crescimento da população, aumentou a concorrência de mercado. Com o avanço da tecnologia, a troca de informações se tornou mais rápida e acessível a todos em qualquer tempo e lugar.

Surgiram, então, duas novas situações: de um lado, um mercado bastante competitivo que passou a exigir mais resultado das empresas; de outro, pessoas mais instruídas, desejando sentirem-se valorizadas por isso.

Para atender esse novo cenário, o perfil de um bom líder mudou drasticamente.

Aquele líder com alto padrão técnico e conhecido como um bom solucionador de problemas necessita agora de certas habilidades comportamentais, sem as quais não conseguirá obter bons resultados.

Hoje tem poder o líder que desenvolve seus liderados a ponto de conseguir obter deles o melhor que podem oferecer. Esse líder só cresce e alcança visibilidade se tiver a capacidade de ajudar as pessoas a liberarem seu potencial. E isso só acontece se o líder demonstrar certos comportamentos que representam um novo tipo de interação entre líder e liderado.

Vou descrever alguns, que considero essenciais:

– ter interesse genuíno em ajudar o outro a crescer;
– reconhecer cada liderado como um ser único e com potencial para ser despertado;
– direcionar o foco do liderado na busca da solução e não no problema, por meio de perguntas;
– ter a capacidade de se colocar no lugar do outro, de dar feedback constante e de compartilhar méritos;
– facilitar e instigar o aprendizado contínuo;
– ser coerente entre o que fala e o que faz.

Repare que são práticas apreciáveis em qualquer líder, não só nos corporativos. Pode ser professores de faculdade, de inglês ou de dança; pais; gestores de projetos, gerentes administrativos ou diretores financeiros.

O líder que busca agir dessa forma faz com que seus liderados o sigam porque se sentem gratos e inspirados a serem como ele.

Acredito que somente um líder inspirador possui a capacidade de criar equipes compostas de pessoas autoconfiantes, inovadoras e capazes de alcançar os melhores resultados.

Você também pode gostar

Deixe um comentário